OPINIÃO: Na Saúde e na Doença!

Até que a morte os separe. E antes da morte juram fidelidade e lealdade. São votos vomitados no mundo católico em dia de matrimónio. Mas fora do mundo católico também se fazem juras semelhantes: vamos ficar juntos para sempre, ter filhos e quem sabe até casar. Até que surgem os problemas do foro económico, afectivo ou … Continue a ler OPINIÃO: Na Saúde e na Doença!

Anúncios

OPINIÃO: A Cultura é importante?

Com a chegada da Troika a Portugal e com um novo governo, vimos desaparecer o Ministério da Cultura. Na época, a justificação foi a crise financeira e a possibilidade de incorporação da cultura junto de outras pastas porque era considerada, pelos governantes daquele tempo, como sendo transversal. Numa empresa, quando chegam tempos de sufoco financeiro, a primeira … Continue a ler OPINIÃO: A Cultura é importante?

OPINIÃO: O que tem de especial “Call Me By Your Name” para virar sequela?

Nas nossas vidas, se tivermos sorte, vai existir sempre alguém que não somos capazes de esquecer e um Verão onde tudo começou... Fazia muito tempo que não saia do cinema tão comovida e emocionalmente absorvida por uma história de amor, se é que alguma vez saí, como a história que nos conta Luca Guadagnino, em … Continue a ler OPINIÃO: O que tem de especial “Call Me By Your Name” para virar sequela?

OPINIÃO: Um dia de Romantismo, 364 dias de Violência!

Vivemos numa sociedade de consumo. Os dias em que celebramos, seja o que for, são os presentes que vamos oferecer aos que nos são próximos. Ao entrarmos no nosso café de todos os dias, ou na papelaria, despertamos para a próxima data comemorativa que se aproxima, porque a decoração nos recorda que temos que comprar … Continue a ler OPINIÃO: Um dia de Romantismo, 364 dias de Violência!

OPINIÃO: Infantilizar para desculpabilizar!

A Revista Científica "Lancet Child & Adolescent Health" publicou um estudo que nos diz que a adolescência se prolonga dos 10 aos 24 anos de idade, aconselhando os governos a adaptarem as suas leis a esta nova realidade. Ao que parece, devemos infantilizar os nossos jovens, prolongando as suas borbulhas, fazendo assim frente ao desemprego … Continue a ler OPINIÃO: Infantilizar para desculpabilizar!